Etiquetas » Ontologia

De homens culpados e sem moral

  • O culpado sempre se acusa.
  • O culpado — particípio passado — necessariamente sofre a culpa que lhe impõem. O culpado, pois, se define pelo outro. O culpado — particípio passado — já não é parte do ato, o que participa do ser é a memória moralista do fato.
  • 254 palabras más
Ensaio

COSMOLOGIA TEOLÓGICA CRISTÃ: REFUTANDO A IDEIA DE BIG BANG E A EXPANSÃO DO UNIVERSO, DE FORMA TEOLÓGICA - Copyright by Prof. Dr. Arq. Ernesto de Souza Pachito

COSMOLOGIA TEOLÓGICA CRISTÃ:

REFUTANDO A IDEIA DE BIG BANG E A EXPANSÃO DO UNIVERSO, DE FORMA TEOLÓGICA

Prof. Dr. Arq. Ernesto de Souza Pachito

Deus, visto como Criador, confere o existir aos entes do mundo, em suma, confere-lhes ser. 2.111 palabras más

Sempre Sendo

Eu não sou nada.
Exceto o estar sendo,
que só por intento
de mero nada ser,
nem mais é nem o nada,
já que ser não ser… 128 palabras más

Poesia

OS ORIXÁS E O SINCRETISMO NA UMBANDA

OS ORIXÁS E O SINCRETISMO NA UMBANDA
Escrito por Willian Perpétuo Busch. Publicado originalmente no Jornal Tribuna do Bairro, de Curitiba – Paraná, na edição de número 82, página 14. 948 palabras más

Filosofia

A Beleza da Umbanda

A BELEZA DA UMBANDA
Escrito por Willian Perpétuo Busch. Publicado originalmente no Jornal Tribuna do Bairro, de Curitiba – Paraná, na edição de número 81, página 14. 291 palabras más

Ontologia

A Perspectiva do Homem, o Problema do Materialismo e a Necessidade de Deus

Parte I

A Perspectiva do Homem.

O Homem como ser finito e contingente, i.e., cuja existência não é indispensável, que pode existir e depois deixar de existir, preso ao espaço e tempo, o seu entendimento é sempre sequencial, o que leva a que todo o saber aparente ser também sequencial, o que nos traz o problema da perspectiva. 973 palabras más

Filosofia

O falsário inaugural ou O rumo de Hume à mina da falsidade ideológica

bruta                    a natureza
brota             a nata
bruta

não nota     no ato     brota nata

na face     o fato
feito
sempre um calo

o fato da face um ato… 125 palabras más

Poesia